Arte e Imaginação. Um Estudo em Filosofia da Mente

R$71,50

O que justifica que consideremos uma pintura nostálgica, um poema comovente ou uma música melancólica? Na filosofia recente, predominou a resposta fornecida pelos idealistas, que fundamentam tais afirmações na mera subjetividade.

1 em estoque

Categoria:

Informações

Descrição

O que justifica que consideremos uma pintura nostálgica, um poema comovente ou uma música melancólica? Na filosofia recente, predominou a resposta fornecida pelos idealistas, que fundamentam tais afirmações na mera subjetividade. Já os empiristas, que insistem em que conhecemos as coisas experimentando-as objetivamente, em geral não puderam tratar os juízos estéticos como algo mais do que uma questão de gosto.

De acordo com Scruton, o empirismo é apto a proporcionar uma filosofia da arte mais robusta, desde que encare o problema lógico-linguístico da atribuição de significado a sentenças e o problema da compreensão humana de sentenças e de objetos, um tema próprio à filosofia da mente. Sua tese é que as obras de arte devem ser vistas como aquilo que são capazes de significar – ou seja: a experiência artística exige, antes de tudo, uma imaginação adequada.

Informação adicional

Peso 0.500 kg
Dimensões 17 × 26 × 9 cm
Autor

Roger Scruton

Editora

É Realizações

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Arte e Imaginação. Um Estudo em Filosofia da Mente”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *