Sobre o autor

Conheça Fabiano Bartolomeu

Fabiano Bartolomeu (pseudônimo de R.H.M.) é escritor, nascido e residente em Curitiba, pai de dois filhos, estudante eterno de filosofia, e auto didata em psicologia.

Na sua estante de livros um milheiro de livros clássicos, poesias dos grandes mestres, psicologia, Freud, Yung, e outros, e de filosofia, sua grande paixão: Materiais de teoria do conhecimento, História do pensamento ocidental, Maquiavel, Schopenhauer, Nietzsche, Foucault estes últimos, estes últimos aos quais o autor dedicou muito estudo.

Em romances deixa eternizados seus dias de vida e relatos pessoais, e na poesia encontrou sua grande epopeia.

“Acredito que neste mundo liquido que estamos vivendo, onde tudo é consumido com rapidez e ansiedade, a poesia volta a ser cobiçada por cada vez mais pessoas, e eu sou uma delas.”

Fabiano Bartolomeu acredita na força da paixão pelo que faz, expressando seus pensamentos e sentimentos em forma de literatura. Em seus relatos e escritas o escritor apresenta com transparência suas dificuldades e superação. Apresenta os seus sentimentos pelo mundo, sua visão, crenças e descrenças, paixões e experiências de um dependente químico.

Lança seus livros em nome de Fabiano Bartolomeu não por vergonha, mas sim pra não dar “a cara a tapa”. “A dependência química é um tabu, ainda há preconceito, e desejo poupar as pessoas que me acompanham na jornada da vida.”, diz.

Acompanhe a trajetória

Nascimento dia 09 de junho / primeiros dias de vida e faz transfusão total de sangue.

Tem na memória as primeiras lembranças.

Morte de Raul Seixas e o poeta Paulo Leminsk / entra pro Colégio Dom Bosco onde irá estudar até a faculdade.

Melhor aniversário / Brasil de Tostão perde a Copa do Mundo / ganha um Walk Machine (patinete motorizado) / morre o amigo Alerro.

Começa a surfar / acidente com o patinete e ele quebra os dentes da frente.

Paixão pelo surfe / historia / geografia.

Com Ayrton Senna vivo não perde uma corrida.

Assiste com a turma do condomínio o Brasil ser tetra campeão.

O que mais gosta de brincar é de Lego, mas vai aos poucos deixando pra traz.

Descobre a paixão por Roller Blade passa o ano inteiro patinado junto com o amigo Rodrigo Jorge / ainda surfa mas o que mais gosta é seduzir as meninas pra ficarem com ele. Primeira paixão Priscila que ele não chega a ficar mas o sentimento era mútuo.

Troca tudo pelo próximo vicio, que são os jogos de estratégia pra PC.

Inicio de namoro com Jane.

Muitos amigos e imersão no romance com Jane. Que engravida mas não temos idade pra sermos pais. Jane entra em depressão.

Conheçe a maconha e a bebida (paixão a primeira vista).

O primo Messias vem morar conosco na casa de meus pais. Ele também fuma erva e temos a infantil ideia de fazermos um tour pelas drogas. Entro na faculdade de filosofia e direito. Usamos muito comprimidos de ecstasy e depois do efeito vem a depressão. Eu caio em depressão e psiquiatra disse “Você esta em marte vamos trazer você pra terra de volta”.

Em depressão não tenho como continuar estudando.

Conheço Diana e me apaixono.

Com ela passo a morar na casa dela e as noites nos embalamos com a droga do amor. Diana era uma jogadora, eu? Um degrau na escada da vida dela (alpinista social).

Começo a escrever A Comunidade de Delfos romance que me faz sonhar em ser um grande escritor. Fui internado na clinica Porto seguro. Fico três meses lá.

Diana me largou viciado em cocaína.

Conheço Sibila e me envolvo com ela nesta minha nova vida. Amigos da Família Internacional (que era a seita dela) começam a permear minha vida.

Estou deprimido, vivo um relacionamento estranho com Sibila.

Eu paro de beber por 9 meses.

Eu peço Sibila em casamento e encontro outro amor/ A filosofia.

Após brigarmos Sibila vai pra São Paulo .

Volta as aulas e trabalho de corretor de imóveis.

Os vícios voltam a me destruir / inicio dos livros Nada do que foi Será Relato de um filosofo embriagado e O mundo da Masmorra.

Desisto da faculdade e o vicio me destrói aos poucos o casamento.

Viva nasceu meu filho.

Nova briga desta vez um surto psicótico e Sibila sai de casa.

Continua minha guerra contra os vícios em bebida e cocaína / Viajo pros Estados Unidos com meu amigo Roque.

Nasce meu filho caçula.

Livro O bobo da corte uma história contada em poemas esta sendo impresso nestes últimos dias de Agosto deste ano.

Arquivo do autor

0